Notícias

Reinserir realiza seminário de repactuação com prefeitos do Curimataú e Seridó paraibano

Segunda, 30 de janeiro de 2017.
30012017_reinserirPrefeitos e prefeitas de 13 Municípios das regiões do Curimataú e Seridó paraibano estarão reunidos nesta quinta-feira, dia 2 de fevereiro, para o Seminário de Repactuação Metodológica do Projeto Reinserir. A atividade será realizada no auditório do IFPB de Picuí/PB, das 9h às 12h, com os gestores e, na parte da tarde, das 14h às 17h, com secretários de Assistência Social, Saúde e Educação dos Municípios que integram o Projeto.
 
O objetivo do Seminário é apresentar aos novos gestores e aos reeleitos as atividades já realizadas nos Municípios desde que o Projeto começou a ser executado, em 2015, como o mapeamento, os diagnósticos, as oficinas de capacitação profissional e também o cronograma para o próximo ano.
 
A repactuação metodológica é um dos marcos do Projeto, previsto no cronograma. “É uma atividade fundamental para garantir a sustentabilidade do Reinserir no sentido de termos o apoio politico dos novos gestores eleitos ou reeleitos e o apoio técnico dos novos secretários e secretárias”, explica a coordenadora técnica do projeto, Rosângela Ribeiro.
 
Integram o Projeto os Municípios: Baraúna, Barra de Santa Rosa, Cubati, Cuité, Damião, Frei Martinho, Nova Floresta, Nova Palmeira, Pedra Lavrada, Picuí, São Vicente do Seridó, Sossego e Olivedos.
 
Continuidade
Após a assinatura do termo de repactuação, os prefeitos devem indicar a configuração dos Grupos de Trabalho (GTs) em seus Municípios, com representantes da saúde, educação, assistência social e sociedade civil.
 
Para 2017 estão previstas novas capacitações técnicas, a matriz de contribuição e o fortalecimento da participação social da sociedade civil visando criar condições de reinserção social nos municípios.
 
O Reinserir
O Projeto Integração Local para Reinserção do Usuário de Drogas é uma iniciativa da Confederação Nacional de Municípios (CNM) com o apoio financeiro da Delegação da União Europeia no Brasil. Tem como objetivo desenvolver atividades que incentivam a integração das redes de assistência social, saúde, educação, bem como os trabalhos sociais desenvolvidos pelas comunidades na 4ª Região Geoadministrativa da Paraíba, a fim de promover a reinserção social de dependentes químicos em tratamento, e o reestabelecimento de seus vínculos familiares e comunitários.